19 de janeiro de 2018 Kareemi_ 0Comment
Consciencia-Corporal-89Google Imagens

Eu tenho me sentido muito grata em poder compartilhar, cada dia mais, experiências e conhecimentos que me levaram à compreensão do que é viver em plenitude, em conexão comigo mesma, e hoje poder te oferecer esse caminho também.

Ultimamente eu tenho sentido em abrir minhas histórias com meu corpo amputado, com o fato de habitar um corpo feminino, e o quanto as conexões que pude experimentar através dele, foram caminhos fundamentais para o meu “Despertar”.

Então hoje eu quero te mostrar o quanto ter Consciência Corporal é essencial para se conquistar uma vida leve em todos os sentidos.

Você sabe o que quer dizer “Consciência Corporal”?

Consciência Corporal  é ter percepção integral de seu próprio corpo, reconhecendo e identificando processos e movimentos dele, tanto internos quanto externos.

…e a maioria de nós não a possui…

Na verdade não somos ensinados a desenvolvê-la, então não temos como saber sua importância…

Vivemos em um mundo absolutamente mental, onde os pensamentos nos dominam, e o corpo acaba ficando de lado.

Só reparamos nele quando ele grita (pedindo atenção com uma dor, doença ou irregularidade), ou quando a questão estética dele nos perturba (peso em excesso, formas fora do padrão de beleza ditado etc).

O corpo é o principal veículo de despertar que possuímos. Ele é a prova (em carne e osso, literalmente) de existirmos! Ele é um portal de sensações que nos conduz às experiências sensoriais (através dos sentidos), e que nos dá a direção perfeita quando algo não vai bem no nosso campo emocional.

As dores e doenças não têm suas origens no corpo.

Elas têm origens nas emoções ruins que sentimos e que, quando guardadas, mal processadas e traumáticas, se tornam comportamentos…aí tudo só piora no corpo, no psicológico, na vida!

As pessoas que possuem Consciência Corporal têm sabedoria para entender os rumos que suas vidas estão tendo, pois são capazes de saber qual situação está  incomodando emocionalmente e criando desde uma enxaqueca até um desconforto ginecológico.

Logo, elas também sabem que tomar um analgésico vai melhorar a dor, mas curá-la depende de identificar a situação emocional que a criou, e lidar de outra forma com ela, que fique mais leve, curando assim, a origem da dor.

Eu não tinha a mínima ideia de nada do que estou podendo te explicar hoje se não fosse a necessidade de curar meus ovários que me levou à Ginecologia Natural.

Eu comecei a ter um início de percepção do meu corpo, e me conectar com ele com gratidão, no processo de recuperação do acidente que me amputou (há quase seis anos atrás). Mas minha Consciência Corporal, e o que me fez mesmo entender a relação direta das minhas emoções com os sintomas do meu corpo, se deu no caminho da cura dos meus ovários… a partir da compreensão magnífica sobre o presente sensacional de ter nascido mulher e ter útero!

Foi um caminho que precisei descobrir sozinha… eu tive contato com a Ginecologia Natural – que foi uma ferramenta muito importante – Porém eu precisei ir além…

Eu tive que olhar para o meu passado e todas as situações que enfrentei sendo mulher (violência verbal, preconceito, assédios, machismo), como me sentia nos relacionamentos abusivos que vivi (sem o mínimo Amor Próprio e Autoestima), para compreender na prática que eu mesma tinha criado a síndrome que estava nos meus ovários e portanto, só eu poderia curá-la!

Eu compreendi que todas as vezes que algo não ia bem relacionado à parte ginecológica e no meu ciclo menstrual, era porque algo também não ia bem na forma de me relacionar com o meu feminino, e meu útero estava me avisando!

Veja que benção é ser mulher e ter útero! (inclusive estando na menopausa).

Essa importância toda da Consciência Corporal, e o Poder de ser Mulher, só cresceu em mim, a cada observação que fui fazendo sobre meu próprio corpo, a cada prática e hábito que mudei ligado às questões ginecológicas e nos meus relacionamentos, e a cada encontro de mulheres onde ouvi centenas de histórias dolorosas e que (pra mim estava claro) viraram doenças no útero.

Fui vendo nitidamente mudanças no meu corpo, no processo das minhas emoções, nos meus relacionamentos amorosos, na minha vida por completo.

Pude perceber que eu, aos 32 anos estava florescendo como mulher e eu nunca imaginei nada disso, e muito menos que seria a partir da Consciência de se ter um útero e ser Mulher!

Bem, o final disso, (pra tentar resumir bem), é que obviamente eu ia querer repassar isso a todas as mulheres do mundo, né rsrs, claro!

E eu, primeiro, criei um Workshop de Introdução à Ginecologia Natural Presencial (tivemos mais de 100 mulheres participando!), e depois eu vi que o trabalho que eu criei, desenvolvo, e ofereço é outro… é mais profundo, pois engloba além de conhecimentos básicos da Ginecologia Natural, uma conexão de sororidade e empatia através das histórias que as participantes contam, um guia para mudança de hábitos cotidianos, técnicas de autoconhecimento físico e emocional, além de meditação, e práticas para desenvolver o Amor Próprio, Autoestima e Autoconfiança nas Mulheres.

Bem, acho que fiz um resumão hoje pra você não só sobre a importância da Consciência Corporal, mas também como despertei através dela, e o quanto isso tudo me reconectou com o meu feminino, transformou completamente a minha vida e virou um trabalho que transforma a vida de todas as mulheres que participam dele.

Entende porque eu disse, no início deste post, porque tenho me sentido tão grata? Me despeço te agradecendo, mais uma vez, por você se conectar comigo!

Um Beijo no Coração,

Kareemi
Porque a Vida Pode Ser Mais Leve!

Um Beijo no Coração,

Kareemi.
Porque a Vida Pode Ser Mais Leve!

As inscrições para o meu Workshop de Ginecologia Emocional, um curso 100% Online, estão abertas. Para receber todas as informações clique neste link.

Para saber mais sobre o meu Evento Presencial Gratuito que acontecerá no dia 20/01/2018, sábado, no Parque Ibirapuera, o link é este aqui: Evento ME-DITAR (clique para mais informações).

ESCOLHIDO PARA VOCÊ:

Decepções, Frustrações e Diferenças nos Relacionamentos Amorosos

Você sabe perceber quando seu corpo está pedindo uma “pausa”?

[Conteúdo Extra] E você? Gosta do seu corpo? (clique para ler e assistir o vídeo)

 

Use as hashtags abaixo nas suas redes ao compartilhar os nossos conteúdos, assim mais pessoas se juntarão a nós neste Lindo Despertar!

#ViverComLeveza
#DesenvolvimentoHumano
#GinecologiaEmocional
#EstamosJuntas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *